segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Qual é o nosso problema???

Li uma reportagem no site UOL sobre o furto de mantimentos destinados às vitimas das chuvas em SC. O crime está sendo praticado por soldados e voluntários.
É muita canalhice pra um país só......

Soldados e voluntários furtam doações em Santa Catarina

Luiz Nunes
Especial para o UOL Notícias
de Florianópolis (SC)O local funciona como um centro de triagem de doações de todo o Brasil e é coordenado pela secretaria, que faz parte da estrutura do governo do Estado. Nas imagens, gravadas com câmera escondida, duas mulheres escolhem roupas em uma pilha de donativos. A matéria foi exibida na noite deste domingo (14).

Uma das mulheres chega a comentar com o repórter cinematográfico que é preciso escolher bem. Com um par de tênis nas mãos, que levaria ao filho, ela apontou o descolamento da sola e desistiu de furtar o produto. Na gravação, outra voluntária chega e tenta demovê-las de levar as peças. Elas ignoram e vão para outro corredor escolher produtos.

O envolvimento de soldados também é mostrado. Nas imagens, um caminhão chega com mudas de roupas. Vestidos com uniforme do Exército, do veículo, eles arremessam as peças em uma pilha de produtos que devem passar por triagem, chegando a chutá-las. Em seguida, escolhem algumas roupas e colocam dentro de mochilas. Cerca de dez deles conduzem as bagagens até um caminhão do Exército, estacionado fora do parque. 

Segundo o secretário Paulo França, uma empresa de logística que acompanhava parte da distribuição dos donativos deve ser incorporada a todo o processo para evitar falhas. "Já pedi para que esse grupo seja incorporado ao serviço para que a gente faça o fluxo e controle de forma profissional, e não de forma voluntária e amadora, como a gente vinha fazendo. Vamos implantar esse sistema de fluxo de entrada e saída de distribuições", projeta.

Além da alteração no processo de triagem e distribuição, o local de recepção dos donativos será alterado. A definição sobre a nova área deve ser divulgada em dez dias. Um processo administrativo também vai apurar quem são os envolvidos e se há conivência de funcionários da secretaria.

O comando Exército Brasileiro em Santa Catarina também instaurou uma sindicância para apurar o que aconteceu, conforme o general de brigada Manoel Narvaz Pafiadasche, comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada. Ele classificou como lamentável a situação. 

Segundo Pafiadasche, cinco mil soldados já participaram dos trabalhos no local. "Para sermos justos com os demais, temos que responsabilizar os envolvidos", afirmou. O resultado da sindicância deve determinar novas formas de atuação do Exército nos pontos de triagem de donativos.

O Ministério Público anunciou nesta segunda-feira que deve participar do processo de fiscalização do destino de donativos.
A Secretaria de Desenvolvimento Regional de Blumenau deve mudar os processos de triagem e distribuição de donativos, depois que a reportagem de uma emissora de TV local flagrou soldados e voluntários furtando roupas e mantimentos que deveriam atender às vítimas das enchentes e deslizamentos de terra no Vale do Itajaí. O flagrante ocorreu no Pavilhão 1 do Parque Vila Germânica, em Blumenau. A denúncia foi feita por outros voluntários.

3 comentários:

Ana Amália disse...

Admiro a sua iniciativa em criar o blog e, mais ainda nos presentear com comentários pertinentes e embasados da nossa atualidade.
Que sirva de estímulo a todos nós!!!!
Da sua sempre fã e maior admiradora:
Ana

Ana Amália disse...

Admiro a sua iniciativa em criar o blog e, mais ainda nos presentear com comentários pertinentes e embasados da nossa atualidade.
Que sirva de estímulo a todos nós!!!!
Da sua sempre fã e maior admiradora:
Ana

UM PAPO COM JORDIRAN SOARES !!! disse...

Sem dúvidas foi um absurdo o que aconteceu em Santa Catarina e o que me deixa mais chateado é o fato de soldados(MILITARES), pessoas disciplinadas cometer atos tão CRUÉIS como esses...posso dizer que me sinto envergonhado por eles, afinal, os mesmos representam nossa força nacional e deveriam ser exemplos para o país como pessoas, soldados e principalmente HUMANOS.