quarta-feira, 18 de março de 2009

Homenagem póstuma

Para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, a morte de um parlamentar justifica a aprovação de um projeto de sua autoria.

Os senadores integrantes da Comissão resolveram homenager o deputado federal Clodovil Hernandes, morto na tarde desta quinta-feira (18/3), aprovando um projeto que autoriza o enteado ou a enteada a adotar o nome do padrasto.

O PL 206/07 foi apresentado em fevereiro de 2007 e agora deve seguir para votação do plenário.

Para votar a proposta ainda hoje, o presidente da CCJ, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), inverteu a ordem da pauta, dando prioridade ao projeto de Clodovil. De acordo com o texto, a adoção do nome do padrasto ao do enteado ou da enteada não é obrigatória e também não excluiu o nome do pai biológico.

A relatora da proposta, Serys Slhessarenko (PT-MT), fez uma homenagem a Clodovil, afirmando que ele entrou para a história da sociedade brasileira com “suas tiradas rápidas e pôlemicas”. “Sua vida sempre esteve atrelada à polêmica e ao sucesso.”

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) também falou sobre a trajetória de Clodovil e lembrou que o deputado esteve na CCJ, na semana passada, pedindo rapidez na votação do projeto. Segundo o petista, o deputado andava nervoso nos últimos tempos com a possibilidade de cassação de seu mandato pela Justiça Eleitoral, o que acabou não se confirmando.

Clodovil morreu no Hospital Santa Lúcia, em Brasília, onde estava internado desde a última segunda-feira (16), em conseqüência de um AVC (Acidente vascular cerebral) hemorrágico.

Com informações da Agência Brasil.

Comento: O projeto de lei deve ser aprovado pois trata de matéria relevante a uma parte da população criado por padastros ou madastras que os dedicaram todo amor amor este, muitas vezes, não encontrado nos próprios pais, não por via de homenagem. Porém, vivemos em um mundo de mídia e ficção, justificando o uso do luto e de um projeto de lei para se buscar a luz dos holofotes.

4 comentários:

Diego Galeano disse...

Muito obrigado pelo elogio, tambem já estou seguindo o seu blog.
Estás de parabéns!!!

O banner que voce colocou do meu blof não está redirecionando, so está a imagem. Tente recolocar o codigo novamente.

Abraços

João Lemes disse...

Dr. Rogério, parabéns pelo tópico, gostei bastante!
Em relação ao projeto do finado deputado Clodovil, achei muito interessante e com certeza deve ser aprovado, pois tenho vários amigos que preferem seus padrastos do que os próprios pais!
Pena q a CCJ do Senado só viu que se tratava de um projeto sério após a morte do deputado Clodovil!
um abraço Dr. Rogério
João Lemes
http://advogadojunior.wordpress.com

Luiz Antonio André disse...

A homenagem seria mais relevante se eles aprovassem um outro projeto, do falecido deputado Clodovil, que reduz pela metade o número de parlamentares. Aí sim o Brasil inteiro aplaudiria.
Abraços

João Lemes disse...

Muito bem lembrando pelo Luiz Antonio André... deveriam aprovar o projeto para reduzir o número de parlamentares, aliás... tenho certeza que muito Congressista respirou aliviado com a morte do Clodovil!
um Abraço
João Lemes
http://advogadojunior.wordpress.com